História

INSTITUTO MARISTA

Fundado em 1817 por Marcelino Champagnat no vilarejo de La Valla, na França, o Instituto dos Irmãos Maristas se dedica à educação de crianças e jovens com a missão declarada de “formar bons cristãos e virtuosos cidadãos.”.
 
Os primeiros discípulos receberam diretamente de Champagnat a orientação humana, intelectual, pedagógica, gerencial e espiritual que caracteriza o modo marista de ser e atuar. Hábeis educadores, espalharam-se rapidamente pela França estendendo o conhecimento e o direito à educação a dezenas de crianças e jovens nos lugarejos mais empobrecidos. Desde então, sua missão prossegue em diferentes partes do mundo.
 
Os Irmãos Maristas são religiosos consagrados, em vida comunitária, de confissão católica. Dedicam suas vidas a Deus, esforçam-se por tornar Jesus Cristo conhecido e amado e vivem uma espiritualidade baseada nas virtudes de Maria – daí o nome “Marista”. Na prática, empreendem ações educacionais e solidárias de cunho social emancipatório, sobretudo voltadas às crianças e jovens, com especial atenção aos mais empobrecidos.

Há mais de 50 anos educando gerações

Logo no início da Província de São Paulo, em 1958, pensou-se em uma fundação em Ponta Grossa, visando à educação de alunos e a formação de candidatos Maristas.

Uma área de aproximadamente 25.000 m² foi adquirida em 1959. Sua inauguração se realizou no dia 15 de setembro de 1961, com a presença do então Governador do Paraná, o Exmo. Sr. Ney Braga. Em outubro do mesmo ano manteve curso preparatório aos Exames de admissão do Ginásio.

A partir de janeiro de 1962 teve na pessoa do Ir. Florentino Adami o seu primeiro diretor que, por seis anos lhe dirigiu os destinos. Outros Diretores lhe sucederam por tempo breve, convindo lembrar que o Irmão Delfim Elias que lhe deu impulso mediante convênios com o Estado.

Na década de 1970, funcionou no prédio um juvenato com o nome de Juvenato Marcelino Champagnat. Os juvenistas moravam na ala reservada a eles e frequentavam o Colégio Marista Pio XII.

Em 1976, o Governo do Estado autorizou o Ginásio Marista Pio XII, a funcionar como escola de 1º grau, denominando-se Escola Marista Pio XII.

Em 1981 o estabelecimento ficou enriquecido com um prédio novo destinado à administração. Logo após, em 1983, foi autorizado o Ensino Pré-Escolar e o 2º grau.

Os 40 anos do Pio XII foram comemorados com novas instalações e infraestrutura arrojada. Hoje, os alunos do colégio dispõem de amplo espaço para lazer e convivência, ampla área para a prática de esportes, prédios separados para educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, dois auditórios e um teatro para aproximadamente 750 lugares, um prédio para as atividades complementares e estúdio para a Banda Marcial Pio XII. A Banda Marcial Pio XII é apontada pela crítica especializada como uma das mais importantes corporações do país no segmento Banda Musical de Metais e Percussão. Vencedora de diversos títulos de campeã em vários concursos realizados em diversas regiões do país.

De 1981 a 1983 foi Diretor o Irmão Romão Ravuck; nos anos de 1984 e 1985 o Irmão Brasílio Melneck; em 1986 a1987 o Irmão Expedito Leão.
De 1988 a 1992 foi Diretor o Irmão Gilmar Aricini; e de 1992 a 1994 o Irmão Antonio Benedito de Oliveira. De 1995 a 2002 foi dirigido pelo Prof. Luiz Fernando Schmidt, de 2003 a 2006, pelo Ir. Pedro Danilo Trainotti e de 2006 a 2013 o colégio contou com a direção do Ir. Vanderlei Siqueira dos Santos. Atualmente o Colégio Marista Pio XII é dirigido pelo Ir. Adilson José Janovski